Abra um mundo culinário na sua tela!
Você poderá compartilhar receitas, enviá-las aos chefs da Bunge e interagir com preparos e sabores de Salada.

Fechar
Salada Bunge

A marca

salada ano de 1929

Mais de 80 anos de cuidado com a sua saúde e
bem-estar

Um óleo diferente que, em 1929, mudou a alimentação do povo brasileiro e trouxe um novo conceito à mesa dos consumidores. Esta é a história da marca Salada, cujo nome revela a alta qualidade e o potencial do produto de ser usado no preparo de todos os pratos e, inclusive, no tempero de saladas.

Salada foi a pioneira na fabricação do óleo de algodão em solo nacional e sua embalagem, inicialmente com listras pretas e amarelas, era facilmente reconhecida em todo o país. Em mais de 80 anos, a marca sempre se reinventou, adaptando-se às mudanças de mercado e às preocupações do consumidor com o sabor e saúde. Um exemplo ocorreu em 2001, quando lançou a “Família Salada”, uma variedade em óleos especiais de canola, girassol, milho e azeite de oliva, e 10 anos depois, o Óleo Salada 3 Sementes . Em 2010, a marca surpreendeu o mercado com um novo sabor, a Maionese Salada, que logo conquistou o país.

Desde 1929, os produtos de Salada surpreendem na qualidade das matérias-primas, no sabor incomparável e na preocupação com o bem-estar das pessoas. Mais do que um alimento, é um convite a desacelerar e desfrutar dos prazeres à mesa.

Linha do tempo

Salada

Lançamento de Salada em 1929, primeiro óleo vegetal
no Brasil produzido para alimentação. A
novidade mudou hábitos alimentares do
brasileiro, que até então só consumia banha de
porco ou azeite de oliva.
Imagens: Centro de memória BUNGE

Salada Salada Salada Salada Salada

Propagandas e embalagens da época

Imagens: Centro de memória BUNGE

Salada Salada Salada Salada

Propagandas da época

Imagens: Centro de memória BUNGE

Salada Salada Salada

Propagandas da época

Imagens: Centro de memória BUNGE

Salada Salada

Sistema de envasamento e propaganda da época

Imagens: Centro de memória BUNGE

Salada Salada Salada Salada

1970 – Salada continua na preferência do
consumidor e lança uma promoção que dá
para as donas de casa um pano de copa
especial na compra de três óleos Salada.

1973 – Salada muda de embalagem, para
renovar o design e oferecer uma opção de
manuseio mais fácil. Passa a ser envasada em
latas redondas, substituindo as antigas em
formato quadrado. Lança também uma
campanha mostrando o relacionamento dos
consumidores com o tradicional óleo da
latinha preta e amarela, tratando Salada
quase como um membro da família.
Imagens: Centro de memória BUNGE

Salada

1984 – Acontece o lançamento da embalagem
de 500 ml, atendendo a solicitações dos
consumidores das regiões Norte e Nordeste.
Uma inovação, pois surgiu das necessidades e
costumes regionais.
Imagens: Centro de memória BUNGE

Salada Salada

1998 – Salada ganha nova embalagem. Saem as
listras, entram ilustrações de grãos e sementes nas
embalagens. Além das latas, surge a embalagem
PET. O novo design das embalagens traz uma
visão mais realista e bonita do produto e uma
nova tipologia para dar mais leitura e destaque à
marca. Foram mantidas as tradicionais cores
amarelo e preto, para garantir a rápida
identificação do produto.

1999 - A embalagem do Óleo Salada de nove litros
é premiada com a Medalha de Prata na categoria
General Line Industrial, conferida às melhores
embalagens metálicas, no concurso The Cans of
Year Award. A premiação foi no Congresso
Internacional do setor, nos Estados Unidos em
maio deste ano.

Imagens: Centro de memória BUNGE

Salada Salada Salada Salada

2001 – Salada completa 72 anos de sucesso e,
para comemorar, lança uma nova linha de óleos
especiais de Canola, Girassol, Milho e Azeite de
Oliva, conhecida como "Família Salada". Além
disso, muda o seu posicionamento, voltando-se ao
público que busca produtos mais leves e
saudáveis. A embalagem acompanha o momento e
é reformulada.

2002 - As embalagens da linha de Óleos Especiais
Salada recebem dupla premiação no XIV Festival
de Promoção, Embalagem e Design, organizado
pela Revista About. A linha conquistou a
premiação Grand Prix Cliente Embalagem do Ano
na categoria Alimentos e o Grand Prix Conjunto
de Embalagens do Ano entre todas as categorias
em disputa.

2003 - A família de Óleos Especiais Salada tem
dois novos integrantes que proporcionam uma
alimentação ainda mais saborosa e saudável: o
óleo de soja vitaminado, contendo as vitaminas A,
D, E e K, e o azeite de oliva virgem, trazendo o
exclusivo sabor das azeitonas espanholas.

2005 – Nova embalagem traz a imagem de
alimentos. Estreia novo posicionamento de
comunicação para atingir o público que valoriza a
origem e a qualidade dos produtos e que busca na
culinária uma fonte de prazer. A campanha de
relançamento apresenta o conceito “Salada
prende o sabor”.

2006 – Lançamento da linha Salada em
embalagens de 500 ml. É reconhecida como líder
de vendas no segmento de óleos especiais. Mais
econômica do que as demais no tamanho
tradicional, a versão em 500 ml atende ao varejo.

2007 – Novas embalagens que trazem as
sementes com que os óleos são produzidos: canola,
girassol e milho, além do azeite de oliva. A linha
opta pela humanização, com figuras de pessoas
em situações familiares, e adota cores mais vivas e
modernas, facilitando a identificação no
ponto de venda. Além disso, as informações nos
rótulos (nutricionais, ingredientes, origem, prazo
de validade e lote) ficaram mais visíveis. As
tampas ganharam cores diferentes para
diferenciar os sabores. Já o óleo composto Salada
começa a ser comercializado em latas de 250 e
500 ml.

2009 – A marca completa 80 anos de tradição e
adota o conceito “Sabor de viver bem”, abrindo
mais um período de inovações.

Salada Salada Salada

2010 – Salada ganha o prêmio ABRE de Embalagem
Brasileira na categoria de melhor embalagem de alimento
salgado. A premiação é o reconhecimento do trabalho
desenvolvido para reformulação da linha de embalagens
dos óleos (Canola, Milho e Girassol) feita em homenagem
aos 80 anos da marca. O formato ergonômico, com a
cintura mais fina e reforçada, facilita o manuseio e as
ranhuras dão mais segurança ao pegar a embalagem.
Todas essas novidades, aliadas à qualidade dos óleos
especiais, resultam no aumento das vendas e também na
participação de mercado.

2010 – A Bunge traz ao mercado mais uma novidade para os consumidores e profissionais do setor alimentício – a nova maionese Salada, em embalagens PET (250g e de 500g), nas versões regular e light, e no sachê (200g e de 500g), na versão regular. O produto também é ofertado ao segmento food service, em sachê de 1 kg e balde de 3 kg.

2010 - Em novembro, chega ao mercado a linha de Óleo
Salada com Sementes da Amazônia, em edição limitada. O
produto leva ao consumidor a inovadora mistura do óleo
de girassol e a castanha-do-pará, que contém Ômega 6 e 9.
Produzido com sementes selecionadas e 8 vezes filtrado, é
ideal para o preparo de pratos cozidos, fritos, assados ou
doces. Todo o desenvolvimento do produto teve como base
a Plataforma de Sustentabilidade da Bunge.

2011 – O Óleo Salada 3 Sementes é lançado no mercado em
embalagem de 900 ml. O novo produto reúne os óleos de
canola, girassol e milho em uma composição
cuidadosamente estudada, oferecendo o que há de melhor
para uma alimentação saudável.

mensagem